quarta-feira, 18 de outubro de 2017

O AGIR DO ESPÍRITO SANTO SOBRE NÓS.

Desde a criação do mundo o Espírito Santo, isto é: O Espírito de Deus age sobre a face da terra. Porque na verdade, Ele é Espírito.

E na continuação da vida Ele vem se revelando amante, generoso, benigno, bondoso, justo. fiel, e misericordioso.

Não cabe a Ele culpa alguma do que está acontecendo mundo a fora.

É o homem, e tão somente ele, dotado de uma inteligência sem igual, mas, inspirado e manipulado por um espírito demoníaco, um espírito satânico, por uma prepotência descomunal, tendo uma insana necessidade de se dar bem em tudo; e para isso trama seus intentos sem pensar nas consequências; e o resultado não poderia ser outro, senão, vermos a humanidade caminhar para o caos.

Notamos que de tudo o que o Senhor criou, quase tudo está como Ele determinou: Os animais sobrevivem como ele quer, embora tem por princípio a "lei dos mais forte", onde o mais forte abate o mais fraco ou disperso. E nesta conotação, nós  [poderíamos ser diferente nesse quesito], fazendo com que aqueles quem tem muito faça para que haja um equilíbrio entre os seres humanos, num mundo onde uns tem muito, e muitos tem pouco ou quase nada tem. E tendo por fato que: Daqui ninguém levará nada, e todos terão quase o mesmo destino: A morte é um dos fatos.

Por causa de emprestarmos a visão e os ouvidos literalmente dito, e não buscarmos do céu a sabedoria, e não buscarmos  com sensibilidade o agir do Espírito Santo, é que estamos vivendo e caminhando para a degradação da humanidade. Adotando um estilo de vida separatista, individual, mesquinha, prepotente, vil, auto-suficiente, hipócrita, desumano, sem afeto, desrespeitoso, vulgar, caluniador, mentiroso, sem princípios éticos e morais, obstinados, sem amor ao próximo, sem reverência e submissão aos pais, e exclusivamente sem o conhecimento da vontade do Criador.

O mundo todo quer viver bem; ninguém neste mundo quer viver mal, mas, poucos quer se empenhar para a mudança do mundo,e é claro que é utopia, porém, não é utopia para aqueles que determinantemente adota uma postura que se não mudará o mundo, mudará a sua vida, e essa atitude tem tudo a ver com o Espírito Santo. É essa a função do Espírito.

Assim como o maldito dos demônios estão para destruir a humanidade de forma gradativa tudo o que Deus criou, e para isso eles são organizados e operantes; não tendo pressa, e, sim, estratégia.

Tudo o que o Senhor Deus criou, está inescusável pelo que podemos ver, sentir, e usufruir nesta vida, e temos feito isso, mas, de uma forma não grato a Ele, que nos deu toda a matéria prima e sabedoria para que pudéssemos elaborar e manusear tudo o que queremos segundo a sua vontade, segundo o que Ele quer que façamos, e com a condição de dar à Ele toda a honra, e toda a glória. 

Porque assim está escrito: Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém. (Romanos 11. 36).

Ainda temos andado dispersos como ovelha que não tem pastor, e sendo assim causamos os mais indignificantes atos contra o Criador.

Neste mundo, e tudo que tem e se move, está sob a sua observância, nada foge aos olhos de Deus, pois assim está escrito: Os olhos do SENHOR estão em todo o lugar, contemplando os maus e os bons. (Provérbios 15. 3).

Então, por deixar a humanidade fazer do jeito que quer, já que pelo o Senhor Jesus liberou ao homem a liberdade dizendo: Se, pois, o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livre. (João 8. 36).

Note que; não está na condição de ver o Senhor Jesus tendo certs dificuldades em nos libertar, não é essa a revelação, e, sim: A condição de nós termos a plena confiança de que Ele nos libertou. 

Está, ou possa "estar em nossa mente" uma barreira onde nos trás um pensamento de que para sermos livres temos que fazer isto, ou aquilo; e, por isso é que Ele diz: Se o filho vos libertar, e, fez isso por nós, então estamos verdadeiramente livres, e porquê fez desta maneira?

Porque a humanidade estava debaixo de jugo de servidão, e Ele como Ele nos libertou, estamos agora totalmente livres. Porém, como já havia dito que: Dele, por Ele, e para Ele são todas as coisas, então, temos que admitir que, do momento que Ele nos libertou, nos libertou para que tenhamos a gratidão de glorificá-lo pelo feito, pois se isso não fosse feito, estaríamos travados em tantos jugos existentes entre nós.

O Senhor Jesus pensou em tudo, uma vez que busca na terra verdadeiros adoradores, e fazendo assim [libertando sua criação] abriu-se um precedente de assistir na terra aqueles que por gratidão se renderão ao seus pés, trazendo consigo uma real atitude de se converter-se a Ele, e de uma forma verdadeira, trazida do fundo do seu ser, onde mostrará a Ele que por compreender que desde o começo da criação Eles [Pai, filho, e o Espírito Santo], tratavam juntos  para nos dar a melhor saída, a melhor solução, o melhor desfeche para tanto termos, uma vida e vida com abundância na face da terra, como quando partirmos, termos vida eterna ao lado do Senhor, uma vez que para a terra não há solução, mas, para quem entendeu e aceitou o plano, isto é: O Seu Reino em evidência aqui na terra (Mateus 6. 33), teremos paz, alegria, mansidão, sabedoria, usufruindo do bom e do melhor segundo a sua fé e talento.

Assim está escrito: Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o melhor desta terra. (Isaías 1. 19), O ladrão não vem senão a roubar [a sua fé], a matar [seus sonhos e planos], e a destruir [tudo aquilo que o Senhor quer que conquistemos]. (João 10. 10]

Mas, agora dentro da visão do seu Reino, para que Ele tenha responsabilidade com o reino que Ele próprio estabeleceu aqui embaixo, e com isso viverá tranquilo, pois Ele te promete o livramento. 

Assim está escrito: O anjo do Senhor acampa ao redor do que os temem [tem medo de errar], e os livra. (Salmos 34. 7).


Veja que é sob um regime de submissão que Ele promete e nos dá as bençãos, e tem que ser assim, para que não se transforme vil, desacreditado, banal, infrutífero o plano o qual se chama [Reino de Deus].

Como estabeleceu o seu Reino, e tendo a função de aliciarmos mais súditos, Ele nos revela a sua obra de resgate e estrutura para vivermos em novidade de vida segundo a sua vontade. 

E lhe entrega dentro de uma logística as regras e normas atribuídas para a manutenção do Reino num todo.

E, para isso nos traz o entendimento de funcionabilidade; tendo por exemplo, uma "COOPERATIVA", onde todos que produz, ou, que recebe em mãos os recursos para a sua sobrevivência aqui na terra, entrega para o núcleo [COOPERATIVA] parte do que recebeu, isto é: Na visão da igreja, os seus dízimos e ofertas alçadas, o qual não agindo sob esta direção e visão, dificilmente farão parte do seu reinado.

Pois assim está escrito: Quão dificilmente entrarão no Reino de Deus os que tem riquezas! Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus. (Lucas 18. 24, 25).

Note e entenda que, o rico pode até entrar no céu, pois a narrativa não fala sobre salvação, e, sim, sobre entrar e ser um dos tais aqui no seu Reino, e  devido não agir como fora direcionado entregando os seus dízimos e ofertas alçadas, e em com as normas e regras, ficarão de fora do Reino do Senhor Jesus, elaborado, e estabelecido aqui na terra. 

O qual quer que se cumpra as suas promessas e ainda não perca a salvação que está por vir.

Tudo isso que acabou de ler, foi provido pelo agir do Espírito Santo, é Ele que faz arder em seu coração as palavras proferidas até então.

É Ele [O ESPÍRITO SANTO] que faz com que as palavras ganhem vida quando retirada da Bíblia e exposta numa clara evidência da aprovação de que o que está sendo escrito tem tudo a ver com a vontade soberana e sublime do Criador.

Por isso lhes digo: É chegado o Reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. (Lucas 16. 16).

Venha saber mais sobre o Reino.

O nosso templo [tenda] foi desativado devido os transmite burocráticos que envolve a justiça do homem, e preferi ficar na palavra que diz: Não ireis pelo caminho das gentes, nem entreis em cidades de samaritanos. (Mateus 10. 5).

O caminho das gentes que o Senhor refere é não ir pelo caminho que todo homem comum anda, e neste caos está inserido a lei do homem, e por não ir pelo caminho da lei do homem, e preferi ficar esperando a manifestação da glória do senhor, e isto não aconteceu, devido a Ele ser justo, e o local tinha dono, e prevaleceu como todos sabem.

Agora estamos livre para fazer de forma mais abrangedora e longitudinal, para isso, se entender a funcionabilidade do Reino do Senhor Jesus, e estar disposto a se submeter, estaremos a romper barreiras para a divulgação do Reino do Senhor.

Vem, acesse, ligue, pergunte.

Nosso objetivo é levá-lo ao conhecimento do Reino do Senhor, e fazê-lo com que seja mais um dos tais no seu Reino.

Para isso tome atitude.

A crédito de: Sérgio José Santos.

Banco: Caixa Econômica Federal.

Banco: 1808.

Conta poupança: 013.

Número: 4953-8.

Que o Senhor te ilumine, te guie, e te guarde.

Ministro Sérgio José.

Em Cristo Jesus.


Pra pensar. Os olhos do sábio estão na sua "cabeça", mas o louco anda em trevas; então, entendi eu que o mesmo sucede a todos. (Eclesiastes 2. 14).














quarta-feira, 4 de outubro de 2017

PELA ALIANÇA E SUBMISSÃO EU TE LIVRAREI; DIZ O SENHOR.

POVO LITORÂNEO DE TODO O PLANETA, SE CONVERTAM, E DE TODO CORAÇÃO, FIQUE EM ORAÇÃO, E SUBMISSO À PALAVRA; POIS ASSIM O SENHOR LIVROU O SEU POVO DAS MÃOS DE FARAÓ. TAMBÉM OS LIVRARÁ DAS GRANDES CATÁSTROFES QUE ASSOLARÃO A TERRA.

EM BREVE ESTAREI ESCREVENDO SOBRE ISSO.

ASSIM ESTÁ ESCRITO: O ANJO SO SENHOR ACAMPA-SE AO REDOR DOS QUE O TEMEM, E OS LIVRA. (SALMOS 34. 7).

FIQUEM ATENTOS.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

O POR-QUÊ DE MARIA NA HISTÓRIA.

Primeiramente quero agradecer ao Pai, ao Filho, e ao Espírito Santo pela sua vida. Você que ofertou pelo propósito do estatuto direcionado pelo Senhor. Ele vai mudar a sua história. Muito obrigado, e se prepare para o mês de março, onde estaremos à ofertar novamente. Obrigado Mundo

O por-quê de Maria na história.

Na verdade, se todos soubessem o porque da história da salvação pelo salvador, não precisaríamos mencionar Maria, mas, entendemos que é por não saberem da verdade, é que me proponho a colocar em evidência, e da melhor forma possível, a história envolvendo Maria.

Se soubesse do real propósito do Senhor Deus para conosco, descartaria tudo e qualquer coisa que por sua vez queira intermediar a sua comunhão e espiritualidade para com o Criador.

Se soubesse que o mundo é regido por quatro [SERES], não nos restaria, como não resta para nós salvos, dúvidas, ou argumentos para se agarrarem naquilo que acham-se necessário se apegarem, e tornar-se devotos.

Os seres: Pai, Filho, Espírito Santo, e o diabo.

É necessário crermos que a Bíblia [BIBLIOTECA, 66 LIVROS], livro da vida, boca de Deus, seja levado a sério como a constituição do céu, trazida à nós para sabermos como proceder aqui na terra antes do nosso partir desta terra e por sua vez o arrebatamento, que irá acontecer. 

Assim está escrito: Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com vós de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo, isto é: [SUBMISSO ÀS ESCRITURAS], ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar com o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. (1ª Tessalonicenses 4. 16, 17).
.
Desde que o mundo é mundo, estavam os três [O PAI, O FILHO, E O ESPÍRITO SANTO] nessa gloriosa obra de criação, o qual teve um só propósito: [TUDO PARA A GLÓRIA DO CRIADOR]. Assim está escrito: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. (Gênesis 1. 26, 27).

Entendimento para nós: Todos sabem, ou já ouviram falar que, o homem [Adão], pecou contra o Senhor, e o Senhor não tratou com Eva, e, sim, com Adão, e sempre será assim. Tratará com o homem, e não com a mulher.

E por desobedecerem a ordem do Senhor, amaldiçoou-os, dizendo: E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos e cardos também te produzirá; e comerás da erva do campo. No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó, e em pó te tornarás. (Gênesis 3. 16, 17, 18, 19).

Entendimento para nós: Dali para cá, o Senhor vem refazendo alianças com o homem, devido as nossas fraquezas, e o exagero dos erros foram tantos, que o Senhor chegou ao ponto de ter se arrependido ter-nos feito.

Assim está escrito: Então, arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e pesou em seu coração. (Gênesis 6. 6)

Entendimento para nós: Desde a fundação do mundo, e o Senhor amou o mundo de tal maneira que vem tentando [E DIGO TENTANDO],  por respeitar o livre arbítrio, pois busca na terra verdadeiros adoradores, e, tão só por isso, faz-se dessa maneira, a ponto de querer destruir tudo o que criou.

Assim está escrito: E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao ao réptil e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. (Gênesis 6. 7).

E, só não destruiu tudo o que criou, por ver a diferença em um homem na face da terra andando em conformidade com a vontade do Senhor. Assim está escrito: Noé, porém, achou graças aos olhos do Senhor. (Gênesis 6. 8).

Entendimento para nós: Foi por Noé que o Senhor se viu no interesse de poupa-lo, e jamais esqueçamos que; por Noé é que estamos aqui; e não confundindo a nossa existência pelo feito de Noé; o qual jamais soube que pela sua atitude nos poupou. E o feito de Jesus, pois, sabendo de tudo, se entregou na cruz para que tivéssemos vida. [A ESPIRITUAL].

E a vida seguiu, e vem o Senhor refazendo alianças com o homem, até mesmo elaborando leis, para tentar conter os inúmeros deslizes de sua criação; [O HOMEM].

Nesse interagir por meio da lei, havia uma cláusula, um estatuto, que ao confessar ao sacerdote da época sobre o pecado que cometera, e querendo se amenizar do pecado cometido; o sacerdote por sua vez, "pesava" seu pecado, e o punha a fazer um holocausto [OFERTA POR SACRIFÍCIO DE UMA VIDA SEM PECADO "ANIMAIS", PARA COBRIR O PECADO COMETIDO PELA IMAGEM E A SEMELHANÇA DO CRIADOR, O HOMEM].

Essas alianças foram refeitas várias vezes, afim de aprimorá-las e tornar-se perfeita para o uso, na intenção de purificar o homem e reconciliá-lo e voltar a ter comunhão com o Senhor, mas, sem êxito.

A mortandade de animais inocentes aumentava, e o objetivo de usar os animais para cobrir os pecados, não alcançava sucesso. Estava fazendo-se holocausto em vão.

E, pelo Senhor ter nos prometido que não acabaria mais com a terra, e por isso também foi feito uma aliança dizendo: E disse Deus: Este é o sinal do conserto que ponho entre mim e vós e entre toda alma vivente, que está convosco, por gerações eternas. O meu arco [ARCO IRIS], tenho posto na nuvem; este será por sinal do conserto entre mim e a terra. E acontecerá que: quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens. Então, me lembrarei do meu concerto, que está entre mim e vós
e ainda toda alma vivente de toda carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio, para destruir toda a carne. (Gênesis 9. 12, 13, 14, 15).

Vemos então que o Senhor jamais destruirá o que foi criado, mas, contudo, estamos sendo destruído por falta de conhecimento. Assim está escrito: O meu povo está sendo destruído porque lhes falta o conhecimento; porque tu rejeita o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. (Oséias 4. 6).

Entendimento para nós: E por essa falta de conhecimento, é que estamos a nos matar a cada dia, por não saber como proceder, e por não ter e não buscar a comunhão com o Senhor através do entendimento vindo pelas Escrituras é que estamos passando por todas essas tribulações.

E, vendo o Senhor que as alianças feitas, não estava produzindo o efeito esperado, e por ser justo, vendo a mortandade em excesso de animais para um ato que nem resolvia, pois apenas cobria o pecado; e por isso não lhe restou outra alternativa, senão: Entregar o seu único filho para propiciação, tendo o intuito de reconciliar o homem a Deus.

E aí foi elaborado o plano de salvação.

Não se poderia tomar um homem na terra para tal feito; e por duas razões básicas.

Primeiro: Porque todos pecaram, e destituídos estão da glória de Deus.(Romanos 3. 23). Isto é: Por Adão entrou o pecado no mundo, e todos nós passamos a ter no sangue, o "DNA" do pecado.

Segundo: O Senhor por ser justo, não pegaria um homem existente na terra para tal feito; isto é: Levá-lo a se tornar o mártir sendo ele [HOMEM] também um pecador.

Então, o plano foi elaborado.

Usar de uma mulher na terra para ser a genitora do salvador da humanidade, e com esse feito resolver de uma vez por todas o problema até então encontrado na terra, e até então, sem solução.

Assim está escrito: No dia seguinte, João [BATISTA], viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. (João 1. 29).

Entendimento para nós: Essa expressão [CORDEIRO DE DEUS], foi usada para fazer jus a matança indiscriminada de animais inocentes, afim de solucionar os problemas relativo aos pecados e não se obtendo êxito. Por essa razão, a entrega de Jesus, cordeiro inocente  e imaculado que tira o pecado do mundo.

Mas, teria que se entregar como propiciação, como holocausto, como resgate, como um preço de redenção, e para isso precisaria vir em vida, pois é Espírito

Então, sondando o Senhor viu [Maria], mulher crente [QUE CRÊ e TEME A DEUS], e achando graça o Senhor, anunciou o plano. Assim está escrito: E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus [NA FORMA CORPÓREA], a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.

E, entrando o anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita [BEM FALADA], és tu entre as mulheres.


E, vendo-o ela, turbou-se muito [incomodou-a], com aquelas palavras e considerava que saudação seria esta.[PORQUE ESSE TIPO DE COMPRIMENTO].

Disse-lhe, então o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus [O SENHOR GOSTOU DA SUA CAMINHADA], E eis que em teu ventre conceberás, e darás à luz um filho, e pôr-lhe-as o nome de Jesus.


Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará eternamente na casa de Jacó [DOS PERDIDOS], e o seu Reino não terá fim.


E disse Maria ao anjo: Como se fará isso, visto que não conheço varão? [NUNCA ME DEITEI COM HOMEM NENHUM].


E, respondendo o anjo disse: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.


E, eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril.


Porque para Deus nada é impossível.


Disse, então, Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim a tua palavra. E o Anjo ausentou-se dela. (Lucas 1. 26 ao 38).


Entendimento pra nós: O plano de salvação estava elaborado, e agora foi anunciado a Maria, pois alguém tinha que gerar o salvador. pois não podia ser de uma maneira natural, já que qualquer homem que fosse chamado para esse tal feito. Tanto como para se entregar em redenção, ou para ser o genitor da criança, não poderia, uma vez que continha o sangue do pecado.

E Maria como serva, isto é; caminhando em conformidade com a lei do Senhor; em comunhão com o Senhor, embora, certamente havia mais mulheres na mesma condição de Maria, isto fica claro, acontecendo algo de longe, mais parecido com a prima dela; a Isabel sua prima.

E, Maria foi a escolhida para servir de genitora para trazer à luz, aquele que se entregaria para nos dar vida, pois estávamos mortos em pecados.

José, marido de Maria, mas não havendo tomada por sua mulher, isto é: Não havia ainda tido relacionamento sexual com Maria, e agora sabendo de que estava grávida e não dele, não pensou duas vezes em ir embora, mas como era justo, e espiritual, não queria infamar, não queria ver Maria ser mal falada, e projetando ele de ir embora; em sonho, lhe apareceu o anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo. E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de JESUS, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mateus 1. 19, 20, 21).

Entendimento para nós: Isso tudo aconteceu porque José era crente [CRIA EM DEUS E COM TEMOR E SUBMISSO ÀS ESCRITURAS]. Do contrário nada do aconteceu, aconteceria por eles.

E, agora, começa a dura peleja de Maria.

E aconteceu, naqueles dias, que saiu um decreto da parte de Cesar Augusto, para que todo o mundo se alistasse. (Este primeiro alistamento foi feito sendo Cirênio governador da Síria).

E todos iam se alistar-se, cada um à sua própria cidade.


E subiu da Galiéia também José, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), afim de alistar-se com Maria, sua mulher [FAZER UM SENSO], que estava grávida.


E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias que ela havia de dar à luz.

E deu à luz  o seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.(Lucas 2. 1, 2, 3, 4, 5, 6 7).


Entendimento para nós: Sabemos que os dias de uma grávida chega, e foi ali em Belém. E por não haver lugares como: Hotéis, pensões, ou algo do gênero onde eles poderiam ficar, não esquecendo que ali havia uma convocação para o alistamento [SENSO], e estava repleto de pessoas, não puderam fazer nada, a não ser entrar num curral ali existente, e dar à luz ali o Salvador, sendo envolvido em panos e colocado numa manjedoura [COCHO].

E o menino crescia em tamanho e em sabedoria, cuidado pelos pais postiços, embora parecendo real, mas, não legítimo, pois era o propósito do Criador, e por Maria ser a genitora e "mãe" ao mesmo tempo, fugia dela por muitas vezes, o contrato que fizera com o Senhor, dizendo: Eis aqui a sua serva, que cumpra em mim o segundo a tua palavra. Lembra? E por causa desse contrato, desse propósito, Maria sofreu muito, mas cumpriu o seu ministério.

E voltaram para a Galiléia, e o menino crescia e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.

Ora, todos os anos, iam seus pais a Jerusalém, à Festa da Páscoa [CELEBRAÇÃO DA PASSAGEM DO ÊXODO] (Êxodo 12). [SAÍDA].


E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, como o costume do dia da festa.

E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não souberam seus pais.


Pensando, porém, eles que viria de companhia pelo caminho [com alguém de confiança], andaram caminho de um dia e procuravam-no entre os parentes e conhecidos.

E, como não encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele.


E aconteceu que, passado três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.

E todos os que ouviam admiravam a sua inteligência e respostas.


E, quando viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, porque fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos.


E ele lhes disse: Porque é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios do meu Pai?


E eles não compreenderam as palavras que lhe dizia.

E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito.


E sua mãe guardava no coração todas essas coisas. 

E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. (Lucas 2. 39 a 52).


Entendimento para nós: Jesus agiu dessa maneira, e agirá nas escritas adiante, por saber que a ligação não podia ser familiar, pois já sabia através das Escrituras que lera, que seria ele o que salvaria a humanidade. Então, ficar alimentando o laço familiar só iria acarretar mas sofrimento para o final do propósito, e por ser assim, muitas vezes Jesus deu vários [CHEGA PRA LÁ EM MARIA]. Notem.

Numa festa em Caná da Galiléia estava ali Maria, e foram também convidados Jesus e seus discípulos para aquela festa.

E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.


Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? [Maria, fica na sua, não tenta me doutrinar como filho]. Ainda não é chegada a minha hora. (João 2. 1 ao 12).


Entendimento para nós: Não que Jesus não a amasse, que não a respeitasse, mas, por se tratar do propósito que aconteceria, queria Jesus deixar sua mãe o mais afastado possível, para não vê-la envolvida no papel de mãe, mas, apenas: Genitora.

Outra situação se deu quando Jesus falando à uma multidão dentro de um recinto, eis que estavam lá fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe.

E disse lhe alguém: Eis que estão ai fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te.


Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?


E, estendendo a mão para seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus, este é meu irmão, e irmã, e mãe. (Mateus 12. 46, 47, 48, 49, 50).

Entendimento para nós: Mais uma vez vemos a resposta dura do Senhor Jesus; e não podemos ver com um ar de desdem, mais necessário para que não se intervisse no plano do Criador, certamente eles vieram ali, com a intenção de chamar a atenção de Jesus, e deixar o que estava fazendo para atendê-los. E Maria e seus irmãos, Tiago, José, Simão, e Judas e irmãs; não tendo os nomes citados, mas lembrados. (Mateus 13. 55, 56).

Outra passagem se deu já na cruz do Calvário. E Jesus, vendo ali a sua mãe e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. 

Depois, disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa. (João 19. 26, 27).


Entendimento para nós: Não era o caso do Senhor Jesus agradecer, pedir desculpas, uma vez que estava morrendo numa cruz? Mas, não foi assim, pois sabia que no domingo iria ressuscitar, e daí por diante, agora sendo o Salvador da humanidade.

Quero com isso deixar bem claro o porque de Maria entrar na história do Salvador, o Senhor Jesus Cristo.

Foi para que o nosso salvador viesse, e veio por meio da serva Maria, a qual não devemos nenhuma obrigação, e muito menos devoção. Embora fiquemos gratos por aceitar e cumprir, mas, fora disso, nada mais nos liga, a não ser ver se cumprir o que o anjo disse: Bendita entre as mulheres, isto é: Jamais alguém falará de Maria, senão, para mencionar a história que viveu.

Que todos saibam que desde a fundação do mundo só existe: Pai, o Criador; Filho, o Salvador, e Espírito Santo, o provedor.

O que passar disto, é de procedência maligna.

Assim está escrito: E não é maravilha, porque o próprio satanás se transfigura em anjo de luz. (2ª Coríntios 11. 14).

Note o que acabou de ler. O capiroto não está de brincadeira, pois o maldito vem ludibriando a tempo pessoas que por não conhecer a verdade, está sendo manipulado por aqueles que já foi cegado as suas vistas, e agora só há uma solução, deixar a prática do erro e se voltar para o Senhor, coisa que para eles é quase impossível, uma vez que são encabeçadores de pessoas.

E a você que acaba de entender o porque de Maria no plano de salvação do nosso Senhor Jesus.

Espero que tenha entendido e compreendido, que Maria não tem nada a fazer em pró da humanidade. Ela, atendendo o chamado do Senhor, e colocando-se por serva, garantiu o propósito para que o Salvador viesse. Só isso!

Ele não tem poder para interceder por ninguém, e também ninguém que partiu está apto a interceder por alguém aqui na terra. Assim está escrito: Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem, o qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo. (1ª Timóteo 2. 5, 6).

Se a partir de agora ainda querer servi-la e adorá-la, o preço será mais caro. Assim está escrito: E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.

Em verdade vos digo que, no Dia do Juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade. (Mateus10. 14, 15).


Acesse, ligue, pergunte.

Nosso objetivo é limpar os seus olhos com o colírio da verdade, para que possa ser liberto da mentira que os colocaram, e insistentemente tentam trazê-los à margem da verdade, e não, na verdade absoluta.

Que o Senhor te ilumine, te guarde e te proteja.

Ministro Sérgio José.

Em Cristo Jesus.


Pra pensar: É impossível atravessar uma multidão levando a chama da verdade sem chamuscar o rosto de alguém.
































sexta-feira, 22 de setembro de 2017

O LIMITE É O INSTRUMENTO PARA O SENHOR MANIFESTAR A SUA GLÓRIA.

Quando chegamos no limite: O Senhor chega com a providência.

O limite de Moisés foi o mar...O Senhor abriu!!!

O limite de Abraão foi a entrega de Isaac...O Senhor proveu o holocausto para si!!!

O limite de Ana foi a esterilidade... O Senhor lhe concedeu o filho!!!

O limite de Cristo foi a morte...O Senhor o ressuscitou!!!

Qual está sendo o seu limite?

Hoje você pode agir a sua fé para que não precise chegar ao seu limite.

Que o Senhor te abençoe abundantemente e que aquilo que está te limitando seja só o instrumento para a providência do Senhor na sua vida.

Não olhe para o problema como fim, mas como a oportunidade para a manifestação da Glória do Senhor.

Separe a partir de agora até amanhã as 23:59hs, o que vier às suas mãos, e ao término do propósito, deposite no Banco.

Os detalhes da conta está espresso nas páginas anteriores.

Faça, pois, pode ser esse o seu limite.

Acesse, ligue, pergunte.

Nosso objetivo é levá-lo a glorificar ao Senhor em espírito e em verdade.

Que o Senhor te abençoe.

Ministro Sérgio José.

Em Cristo Jesus.


Revelação:"Oferta alçada, a atitude que muda a sua vida".


quinta-feira, 21 de setembro de 2017

PLANTANDO PARA COLHER.

Quero lhes fazer o último apelo.

Compreendendo o Reino do Senhor Jesus; te chama para cumprir um dos estatutos que diz: Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas. Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a mim, vós, toda a nação. (Malaquias 3. 8, 9).

Entendimento para nós: Quando o Senhor nos leva a compreender o seu Reino,  te chama também para ser um dos tais, e também te coloca como um por que não foge às responsabilidades.

E, uma das responsabilidades é participar das ofertas alçadas, isto é: Estamos dentro desse propósito desde o dis 17, e que vai até o dia 23 até as 23:59hs.

Não entre com o objetivo de ser abençoado, o que caracteriza barganha. Entre para não roubar ao Senhor. Pois saiba que ELE está vendo tudo, e por sua ação [não de barganha], ELE te abençoará, te dando sabedoria, te livrando [2018 HAVERÁ TSUNAMI], uma vez que: 2004, tivemos nas iIhas da Indonesia, 2011, tivemos outra no Japão, com densidades maiores, e com sete anos após,  2018, não sabendo onde será, mas por causa de uma ação dessa que tomará em relação ao Reino do Senhor Jesus, certamente os pouparás, livrarás, guiarás, e prosperarás.

Vem, assim como o profeta disse a viúva: Faça sim como falaste, mas, faça para mim primeiro. (1ª Reis 17. 8~16).

Digo o mesmo; faça para o Senhor primeiro.

Pois então; ainda pode ser um dos tais e fazer o que tem de fazer.

Querendo saber mais, acesse outras páginas recentes deste blog, e terá todas as informações.

Acesse, ligue, pergunte.

Nosso objetivo é fazê-los glorificar a Deus.


Que o Senhor Jesus os abençoe.


Ministro Sérgio José.


Em Cristo Jesus.





Pra pensar: "O avarento sofre ao mesmo tempo todos os tormentos; tanto o do rico, como o do pobre".









quarta-feira, 20 de setembro de 2017

COMBINOU ESTÁ COMBINADO.

Deixo bem claro que ainda lhe resta tempo para entrar no propósito de fé, pelo estatuto (Malaquias 3. 8, 9).

Assim como está escrito que um pai de família saiu a assalariar trabalhadores para a sua vinha, e fez pela manhã, fez pela tarde, e também fez quase terminando o dia, e quando ao acertar o pagamento igualou a todos.

E disse lhes: Ou não me é lícito fazer o que quiser do que é meu? Ou é mau o teu olho porque eu sou bom?

Assim, os derradeiros serão os primeiros, e os primeiros, derradeiros, porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos. (Mateus 20. 1 ao 16).

Vemos então que o Senhor é bom para te abençoar também você que está chegando agora, ele quer saber se tem coragem e fé para entrar no propósito da oferta alçada.

Para você que ainda não sabe, lhes digo: Até o dia 23, sábado s 23:59hs, estamos no propósito da oferta alçada, onde você ao participar junta tudo o que vier às suas mãos e separa como oferta ao Senhor, e no domingo entrega na I.G.R.E.J.A. as 08:00hs.

Caso não possa devido a distância; vá ao Banco e deposite.

Por ainda não termos registro da I.G.R.E.J.A, devido estarmos numa colina onde a infra-estrutura não chegou, e, por isso não temos endereço, espero que entendam, e sendo assim, será depositado no nome do Ministro.

A favor de: Sérgio José Santos.

Banco: Caixa Econômica Federal.

Agência: 1808.

Conta poupança: 013.

Conta número: 4953-8.



O Senhor te abençoará poderosamente.


Ministro Sérgio José.

Em Cristo Jesus.


Pra pensar: Porque o Reino do Senhor Jesus não se consiste em palavras, mas em virtude. (1ª Coríntios 4. 20).



sexta-feira, 15 de setembro de 2017

AOS ABENÇOADOS DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA.

Estou muito grato aos irmãos dos Estados Unidos da América pelo número de leitores que tem partilhado as nossas postagens. 

Vejo que o Espírito vivifica cada postagem que é permitida vir à público, e com isso ficamos muito felizes.

Há povo de várias cidades e de vários estados nos prestigiando.

E por essa razão é que falo em especial com vocês, sobre a oferta alçada.

Não deixe de participar, para que você e sua família seja alcançada pela atitude que irá tomar a partir de domingo.

Ele os abençoará, e livrará de todos os males.

Que o Senhor venha iluminar, guiar, e proteger a todos que estão conosco nesta caminhada.

Muito obrigado, e até a próxima.

Que Deus os abençoe.

Ministro Sérgio José.

Em Cristo Jesus.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

O SENHOR MANDOU E ELE IA OFERECER, HOJE O SENHOR TE MANDA; VAI OFERECER?

Tudo com o Senhor gira através de fé exercida. 

E Abraão nos ensinou como funciona; e não é por acaso se tornou o pai na fé.


Ninguém abaixo de Abraão exerceu uma fé tamanha, tendo em vista que, nem tinha aonde recorrer.


Digo, na Bíblia, hoje estamos ouvindo pregações, e mais pregações, e,  não sendo o bastante; recorremos às Escrituras. Já na época de Abraão não tinha como recorrer a nada que o ajudasse a crer. Era ouvir, e obedecer.


E aconteceu, depois destas coisas, que pois a prova o Senhor Deus a Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis me aqui.


Entendimento para nós: Precisamos estar atento e de prontidão a ouvir a vós do Senhor, e para isso necessitamos viver em espírito, isto é: Em consagração [separado], em oração, em comunhão [pleno comum acordo], ligado com as coisas do Senhor, principalmente, conectado com as Escrituras. Para que quando vier a falar contigo, esteja preparado para saber quem é que está falando, e não venha a negligenciar naquilo que te pedirá.


E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te a terra de Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi.


Entendimento para nós: Hoje o Senhor nos acompanha nos nossos feitos, e te diz, como dissera a Abraão lá atrás. Hoje te manda separar aquilo que você gosta e que é a única maneira de conquistar aquilo que desejas [o dinheiro], e oferece-o àquela casa de oração I.G.R.E.J.A. que está naquele monte e te digo.


Então, se levantou Abraão pela manhã, de madrugada, e preparou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços [funcionários], e Isaque, seu filho; e ajuntou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera.


Entendimento para nós: Separe nestes sete dias a partir do dia 17, juntando o que vier à suas mãos nesse período, e no domingo dia 23 as 8:00hs, suba no monte, isto é: Na I.G.R.E.J.A. e ofereça ao Senhor, caso não possa por serem vários os  motivos, [uma delas é a distancia], não se turbe; ao término do propósito, vá ao Banco e faça a sua entrega.


Ao terceiro dia, levantou Abraão os seus olhos e viu o lugar de longe.


Entendimento para nós: Está faltando três dias para iniciarmos o propósito de fé exercida; que você possa abrir os seus olhos e ver que esta oferta é um dos "ESTATUTOS" da parte do Senhor que diz: Vocês tem me roubado nos dízimos e nas ofertas alçadas. Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a mim, vós, toda a nação. (Malaquias 3. 8, 9).


E disse Abraão aos moços: Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o moço [Isaque], iremos até ali; e havendo adorado [tomado a atitude mandada], tornaremos a vós.


Entendimento para nós: Essa atitude que irá tomar dia 17, é uma ação que diz respeito só a você, pois a fé contradiz a lógica, vai contra a visão humana. Note que nem de longe se comenta sobre Sara, esposa de Abraão, e por quê? Sara não acompanhava a fé de Abraão, embora amasse-o muito, mas, nessa hora de decisão sobre o que o Senhor nos pede, precisamos estar atento àquelas situações que irão querer tirar-nos do foco, isto é: do estatuto mandado, do objetivo a ser cumprido.


Tanto é assim que: Abraão não deixou os funcionários subir, pois Abraão era um homem já de 125 anos na época desse ocorrido, e corria-se um certo risco de [na hora H], eles se ajuntarem e não deixar Abraão concretizar o mandado do Senhor. E tendo em vista que: Abraão tinha a plena certeza que o Senhor o restituiria o seu filho após ter sacrificado; tanto que disse: Havendo adorado, tornaremos [no plural] a vós.


E tomou Abraão a lenha do holocausto e pô-la sobre Isaque, seu filho; e ele tomou o fogo e o cutelo [não havia isqueiro, e nem fósforo], na sua mão. E fora ambos juntos.


Entendimento para nós: Notem que, tudo isso estava acontecendo de maneira sincronizada por haver temor, respeito, honra, comunhão; do contrário, Abraão estaria correndo atrás de Isaque até hoje; e Isaque chamando-o de velho gagá, perturbado, doente, louco, esquizofrênico, etc...


Então, falou Isaque a Abraão, seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?


E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim, caminharam ambos juntos.


Entendimento para nós: As vezes você é chamado como Isaque, sendo co-adjuvante da história sem saber ao certo como funciona, mas, por ter comunhão, e fé, e submissão à palavra, deixa se levar por um ato que foge a realidade. Você está sendo direcionado a agir a sua fé, pois duas coisas precisa andar juntas: A fé, e a ação da fé; pois assim está escrito: Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. (Tiago 2. 17).


E vieram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar, e pôs em ordem a lenha

, e amarrou a Isaque, seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha. E estendeu Abraão a sua mão e tomou o cutelo [espécie de faca], para imolar [matar] o seu filho.

Mas o Anjo do Senhor lhe bradou desde os céus e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. Então, disse: Não estendas a tua mão sobre o moço e não lhes faça nada; porquanto agora sei que temes a Deus e não me negastes o teu filho, o tu único.


Entendimento para nós: As coisas par o Senhor requer organização, tudo tem a sua hora, tudo o que venhamos a fazer, precisamos de base nas Escrituras, para que exerçamos uma fé inteligente. Abraão passou um longo prazo de sua vida tendo experiências com o Senhor, e trouxe para a vida dele um legado, e também deixado para nós chamado: "EIS-ME AQUI", e é este o grande mistério, é esta a atitude que faz de você um dos tais no Reino do Senhor.


Ele não ia sacrificando o seu filho tranquilamente, rindo a toa, despreocupado, mas, não se sentiria bem, tendo recebido o mandado e fingir que não era com ele, do mesmo modo, poderia argumentar que era a benção da promessa, e que as condições que teve o filho, sendo ele de 100 anos, levava-o a pensar que aquelas palavras que mandava sacrificar o seu filho  poderia ser do inimigo. Mas não, ele sabia em quem cria, e quando você sabe em quem crê, não vira as costas para aquilo que te chamou a fazer.


Então, levantou Abraão os seus olhos e olhou, e eis um carneiro atrás dele, travado por seus chifres num mato; e foi Abraão, e tomou e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.


Entendimento para nós:Quando formos fazer algo para o Senhor, firmamos nesse foco, não olhamos para lugar nenhum, só no propósito mandado. Pois agindo assim, o Senhor verá que tem fé e age ela, porquanto ele prepara a sua benção; veja que não se tratava de uma encenação, de um teatro; era tudo aquilo muito real, e o Senhor preparou um carneiro amaranhado nos cipós ali existente para que ele fizesse o que foi mandado, agora não mais sacrificando o seu filho.


A sua benção está preparado, só falta se submeter ao estatuto, pois assim está escrito: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade,  está pronto, mas a carne é fraca. (Marcos 14. 38).


E chamou Abraão o nome daquele lugar [O Senhor proverá]; donde se diz até nos dias de hoje: No monte do Senhor se proverá.


Entendimento para nós: Está a dizer para nós nestes dias que: Com um monte de palavras proferidas sob a luz das Escrituras. Não temas. [ELE PROVERÁ].


Então, o Anjo do Senhor bradou a Abraão pela segunda vez desde os céus e disse: Por mim mesmo, jurei, diz o senhor, porquanto fizeste esta ação e não me negaste o teu filho, o teu único que de verás te abençoarei e grandissimamente multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus e com a areia que está na praia do mar; e a tua semente possuirá a porta dos seus inimigos.


 E em tua semente serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz. (Gênesis 22. 1, a 18).


Entendimento para nós: Novamente o Senhor está a nos orientar dizendo: Se obedecer ao meu [ESTATUTO], que hoje te ordeno [oferta alçada], as bençãos virão e te alcançarão.


Do dia 17 de setembro de 2017 domingo as 08:00hs, a, 23 de setembro de 2017 sábado as 23:59hs, firmado o propósito, e estando onde estiver; o que vier em suas mãos neste período de sete dias passa a ser do Senhor. Não separe uma oferta, não dê alguma coisa, para que não descaracterize o propósito.


No domingo dia 17 as 08:00hs, estaremos na I.G.R.E.J.A. pra entregarmos os envelopes e orarmos.


Caso não possa devido a distancia, não haverá problema, firma em oração o seu propósito e se sinta participante pela mesma fé, e pelo mesmo Espírito.


Ao término da oferta alçada, no sábado dia 23 as 23:59hs; está pronto para entregar na I.G.R.E.J.A. do domingo pela manhã, e os demais, indo ao Banco para depositar.


A I.G.R.E.J.A. ainda não dispõe de registro por estarmos num lugar ermo, e espero que compreendam, e, por isso precisa ser depositado na conta física.



 A favor de: Sérgio José Santos.



Banco: Caixa Econômica Federal.


Agência: 1808.


Conta Poupança: 013.


Número da Conta: 4953-8


Acesse, pergunte, ligue.


Nosso objetivo é vê-lo abençoado sob à luz das Escrituras, para que vá bem.


Que o Senhor Jesus te abençoe.


Ministro Sérgio José


Em Cristo Jesus.





Pra pensar: Confia ao Senhor as suas obras e os seus pensamentos serão estabelecidos. (Provérbios 16. 3).